segunda-feira, 30 de julho de 2012

As loucuras de Hick e Sol: Nosso time do altar!

HI FOLKS!

Antes de tudo, CONSELHO: Façam o que eu digo. Não façam o que eu faço!

Terminei de convidar meus padrinhos!!!!! Aewwww! ANTEONTEM!!!!!! Faltando apenas 2 meses pro casório... O ideal é convidar faltando até quatro meses...
Tínhamos definido três casais pra cada lado e, até a gente começar a chamar, estava tudo certo. Nós só não esperávamos ter que trocar de padrinhos 4 vezes e meia...
Eu comecei convidando a 4 meses do casório. 1º casal - OK, 2º casal - OK, 3º casal... Ano passado, convidei verbalmente meu tios que primeiro vieram pra Bauru, que estiveram nas nossas formaturas, churrascos, aniversários, batizados, me viram crescer, etc. etc. But, família, família... aconteceu um bafôncio mega bafônico e meu tio se recusa a vir na minha casa. Esperei, esperei, esperei pra ver se a situação mudava e nada. Tive que pensar em outro casal...
Nesse meio tempo, o Henrique me enrolava pra entregar os convites. Quando ele decidiu começar, faltavam 3 meses. 1° casal - OK, 2º casal e 3º casal...
- Problema, Sol...
- Que que foi Henrique?
- Os padrinhos miaram...
- COMO ASSIM?!?!?
- O Luís não aceitou, porque a mulher dele não iria querer e o Diego está querendo terminar com a namorada...
- Henrique, dá um jeito!!! Pensa em outro casal, em outro par pro Diego!
- Tá bom, Sol, vou pensar...

E enrola, enrola, enrola (Abrindo o coração: O Henrique me ajudou muito com orçamentos, mas na hora de fazer os protocolos socias... está se revelando enrolado que só!), perdi a paciência com ele algumas vezes e ele resolveu chamar o outro amigo dele e a mãe do Diego. Isso porque fui eu que dei a ideia.
- E aí, Henrique, o Thiago aceitou?
- Não, aquele cara de égua! Disse que a namorada dele iria trabalhar no dia. Aí eu o Eduardo tava lá do lado, eu expliquei que o Luis e o Thiago me deixaram na mão e ele aceitou. Ficou até feliz.
- Você chamou o Eduardo assim de 3ª opção na cara dura?
- É Sol. Por que? Algum problema?
Pus a mão na cabeça e só pensei: "Meu Deus, meu noivo não tem noção de sensibilidade..."

Aí eu pensei, em chamar meu outro tio de Pereira Berreto e quando eu ia mandar o convite, conversei com a minha prima que disse que talvez eles não pudessem vir porque meu tio poderia estar trabalhando na data... Murchei... "Ah, então é melhor não forçar a barra, porque meu tio é educado o bastante para não recusar, mas eu não quero causar transtorno." Então tomei uma decisão desesperada. Liguei pra minha amiga de Lençóis Paulista:
- Laura, me desculpe, por favor, mas eu preciso te pedir um coisa que só uma pessoa muito cara de pau como eu tem coragem de pedir nessa altura de campeonato.
- O quê, Sol?!
- Você e o Vagner poderiam ser nossos padrinhos de casamento?
- AH Pra mim é uma honra! Eu ADORO ser madrinha de casamento! Ainda mais de você e do Henrique, eu adoro você, Sol!

Nessa hora, meus olhos encheram de lágrimas. Saber que a gente pode contar com amigos assim é realmente reconfortante para o coração!

Então, a apenas dois meses do casório, nosso time do altar ficou assim:

Padrinhos da Sol:
Ana Gabriela e Rafael: A Gabys é minha única irmã e melhor amiga e vai interromper o intercâmbio dela só pra estar presente no casório, porque ela ainda poderia ficar nos EUA mais seis meses. O Rafa é meu amigo há dez anos, a gente se conheceu no curso de teatro, que foi uma fase muito intensa da minha vida. Ele ficou amigo de toda a minha família, minha mãe gosta dele como filho. Ele demora pra aparecer, mas quando anuncia que vem em casa, são preparativos para recebê-lo pela semana inteira.

Lilian e Lauro: Esses são meus amigos lá da EMDURB. O Lauro que me incentivou e pegou no meu pé pra eu prestar o concurso e a Lilian me recebeu de braços abertos no setor de RH e Serviço Social. A gente almoça junto todo dia e eu acabo passando muito mais tempo com eles do que com a minha família ou com o Henrique. É uma segunda família e eles já fizeram tanta coisa por mim que muita parentada distante nunca sonhou em perguntar se precisava.

Laura e Vagner: Como disse acima, meu agradecimento especial vai pra esse casal iluminado por Deus, que aceitou a dura tarefa de ser convidado para padrinhos aos 45 minutos do 2º tempo com prontidão e muita alegria. A Laura é minha amiga da faculdade e desde o 1º ano que a gente faz trabalho juntas. Teve uma época que eu viajava de moto pra Lençóis Paulista toda semana, pra fazer um projeto com ela, mas ela sempre foi tão ponta firme, que eu nunca nem cogitei a possibilidade de fazer esse trabalho com outra equipe aqui de Bauru. Nesse sábado, nós fomos entregar o convite e eles nos receberam na casinha nova deles com pizza e com a notícia que ele nos dariam o fogão! Meu único arrependimento é não ter convidado os dois logo de primeira. Amigos abençoados assim muitas vezes se doam mais do que parentes de sangue.

Ana Gabriela e Fabrício (civil): Aqui eu repeti a Gabys, mas o Fá é meu super amigo da faculdade e como moramos "próximos" voltávamos no mesmo busão. Quando os trabalhos eram em dupla, eu fazia com ele e a Laura fazia com o Gui. E a gente se entendia tão bem, o trabalho fluía que era uma beleza. Sem contar que ele sempre deu corda pras minhas ideias malucas e eu podia conversar e falar palavrão a vontade que ele só daaava risada, sossegadão.

Padrinhos do Henrique:
Luiz e Kelly: Sabe aquele casal que é tão fofinho que dá vontade de apertar? Então, esses dois foram feitos um para o outro. Pro Henrique, o Luiz era uma inspiração. Ele sempre me falava assim: "Todos os caras ficam falando que a mulher é isso, a mulher é aquilo, que não aguentam mais a mulher. Mas você nunca vê o Luiz reclamando da Kelly e do casamento dele pra ninguém. Problemas todo mundo tem. Mas essa atitude do Luiz prova que ele respeita a mulher que tem."

Diego e Jurema: Acho que ultimamente o Henrique passa mais tempo com o Diego do que passa comigo. Acho que eles são meio que alma gêmeas de trabalho. O Diego que treinou o Henrique em manutenção de equipamentos médicos e hospitalares. Eles são praticamente sócios na Med Tecno, trabalham o sábado inteiro por conta, viajam pra hospitais da região. Um incentivou o outro pra fazer a faculdade de Engenharia Elétrica. Fizeram todos os trabalhos de facul e o TCC juntos. Realmente, não tem como eu competir rsrsrs e com toda essa proximidade a fofa da D. Jurema, mãe do Diego, acabou tendo de cuidar de mais uma filho em muitas vezes.

Eduardo e Vanilda: Outro agradecimento especial pro padrinho que foi chamado na cara dura e se revelou muito generoso em aceitar o convite de coração aberto. O Eduardo é supervisor do Henrique na For Medical. Mas a gente conhece ele desde quando ele era só coordenador lá no Hospital Estadual. Aliás, foi o Eduardo que primeiro descobriu o nosso romance secreto.
Pra mim, foram muito boas essas escolhas do Henrique, porque todos eles são amigos que a gente conheceu lá no Hospital Estadual. São pessoas que acompanharam o início da nossa história bem de perto.

O texto do convite dos padrinhos ficou assim: (Clique nas imagens que elas ficarão maiores)


Damas de honra:
Izabelle e Thereza: Nem eu e nem o Henrique temos crianças muito próximas na família. Tudo bem que elas são super fofas e quando ela sentram todo mundo faz "Awwwwww...", mas eu sempre achei que a daminha não tem noção nenhuma do significado de um casamento para o novo casal. Pra crianças, elas estão apenas realizando um sonho de princesa. E eu queria pessoas que realmente sentissem na pele o quão importante é o papel delas no nosso momento especial. A Iza e a The são minhas primas que sempre moraram aqui em Bauru, eu peguei elas no colo pequenininhas e a gente cresceu junto. Elas moraram na edícula da minha casa (onde eu vou morar com o Henrique) muitos anos e depois mudaram pertinho de casa. Sempre participaram de todos os momentos, sempre torceram por mim e pelo Henrique e eu me sinto meio que irmã mais velha delas também.

D. Virtudes: Ela é avó do Henrique e ele sempre falou dela com um carinho muito especial. Ela sempre me acolheu de braços abertos e com muito carinho. E como eu não tenho mais avós vivas pra mim foi uma honra fazer essa homenagem pra ela.



Em cada convite, eu pus uma mensagem diferente:

Nossos pais: 
Claudete e César (pais da Sol) e Conceição e José (pais do Henrique): Não tem nem o que comentar da importância deles, vou deixar a mensagem dos convites falarem por mim:

(Aqui eu não coloquei o nome do Henrique, porque escrevi o que eu sentia e eles sabem que o Henrique é um homem de ação, e não de palavras, então ficaria falso...)






Só o que eu posso dizer é que se depender desse time, eu e o Henrique estaremos abençoados a vida inteira.

Besitos

P.S.: Não coloquei as fotos dos convites porque eles seguem o mesmo modelo dos convites normais. Quando eu terminar de enviar todos os convites, eu posto pra vocês.

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Vestidos para o casamento civil

HEY!

Hoje minha mamys finalizou meu vestido para o civil!!!!!!!!! YUPIIIIIIII! Modéstia a parte, ficou lindo demais! Estou encantada com ele, tá tão fofinho que dá vontade de morder! Ter mãe costureira é tudo de bom! (Um dia eu faço curso de corte e costura também)
Então, vim trazer alguns modelitos inspiradores. Legalmente, não tem nada que impeça que você assine os papéis do cartório e diga sim na frente do juiz de calça jeans e camiseta ou então com a calça velha de pijama com um furinho no bumbum. Se você está muito apertada de grana, pode ser uma solução, ué... Mas como a gente sempre quer sair bem na fita, na foto, na filmagem e no DVD pra economizar é melhor optar por um look que seja elegante, mas que você possa usar em outras ocasiões, ou o chamado esporte fino. Também não tem restrição de cores, não tem que ser branco ou off white. Como os casamentos civis são realizados, na maior parte dos casos, no período da manhã, geralmente, prefere-se tons neutros e pastéis. Para os homens, não tem muito segredo: calça e sapato social, camisa de mangas compridas ou 3/4, podendo ser acompanhada, ou não, de terno.
Mas também, gente, tudo deve ser adequado ao seu estilo e com o jeito que te faz sentir bem. Quando vocês virem o relato do meu casório civil, acho que até vão achar estranho, mas é uma tendência que eu estava com muita vontade de usar, mas não iria dar certo com o vestido que eu escolhi...
Bom, já falei demais rsrsrs assim estraga a surpresa. Aí vão alguns looks, que eu acho elegantérrimos:

















E tem mais umas dicas aqui no blog Casando sem Grana de como se vestir pro civil gastando R$ 50,00. CLIQUE AQUI.

Ai, tudo bem! Uma fotinha do my dress:


Mais uma foto BEM de perto, rsrsr só que já dá pra perceber do que ele é feito...

Besitos

P.S.: Notícia MARAVILHOSA que recebi hoje: vou ganhar um FOGÃO!!!!!!!! Em breve conto mais...

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Presentão: Enxoval de Lingerie!!!!!

MULHERADA!


Eu sei que o chá de lingerie está na moda e que a ajuda das amigas é pra lá de importante para montar este item. Mas eu vou o montar o tradicional chá de cozinha mesmo, porque minha mamys me deu todo o meu enxoval de lingerie!!!!!!!!! Aewww!! \o/ \o/
Meu pai adora tirar um sarrinho com a minha mãe e quando a gente estava tomando uma cervejinha num domingo, ele solta: “Sua mãe era tão pobrezinha quando a gente casou que só tinha duas calcinhas, né Clau?” hauhauhauahuah Pra quê?!?! Acho que a coitada ficou traumatizada e com tanto medo que o Henrique tirasse sarro de mim na frente das nossas filhas que fez questão que eu tivesse váááárias calcinhas hauhauhaua.
Como ela trabalha numa fábrica de lingerie aqui de Bauru, a Provance Lingerie, todo mês ela trazia uma pecinha ou um conjuntinho pra mim, ou então me levava na loja pra gente escolher camisolas, baby dolls, calcinhas e sutiãs. Ela até já comprou cueca pro Henrique!
Desse jeito mesmo, calcinha larga e básica
No começo, eu ficava bem envergonhada. Principalmente, porque eu sou acostumada a usar calcinha estilo cuequinha da Vani de Os Normais. Na primeira vez que fui com ela na loja e começaram a mostrar aquelas calcinhas fio minis, com rendinha, pedrinha, lacinho e minha mãe falando “Leva essa, Sol! Tem que ficar bonita, menina!”, senti meu rosto vermelho e pegando fogo de vergonha. Aí, eu gostei de uma camisola branca linda de viver e fui experimentar. Minha mãe pôs a cabecinha dentro do provador pra ver, aí chegou a vendedora: “Que liiiiiiindo!!! Fulana, vem cá ver que gracinha que ficou, nossa ela parece uma modelo!” (exagero...) Eu sei que umas três vendedoras deram uma espiadela em mim de camisola. Aí, o jeito foi ficar sem-vergonha de vez...
Sábado passado, nós compramos o que eu vou usar por baixo do vestido. Uuuuuiii! É uma graça, mas eu optei por conforto em primeiro lugar. NESTE SITE tem algumas dicas bem bacanas pra hora de escolher o sutiã. Em suma, preocupe-se com o tipo de decote e com uma boa sustentação.
Se você mesma quer fazer seu enxoval, assim que definir a data já pode ir comprando uma pecinha aqui, duas pecinhas ali, porque lingerie é uma coisa cara. Qualquer espartilho é pra lá de R$ 100,00. Existem lojas mais baratas e preços mais em conta, mas preste atenção na qualidade do elástico e do
tecido que é pra não ficar esgarçando na primeira lavada.
Se você for fazer o chá de lingerie, eu acho legal procurar uma loja que faça a lista de presentes. Porque assim como roupas, lingerie é uma coisa muito pessoal. Eu, por exemplo, não gosto de estampa de bicho (pra nada, não só pra lingerie), nem de fio dental, nem de sutiã nadador ou sem bojo. Se eu ganhasse, eu não usaria muito.
Outra pessoa que pode ajudar no seu enxoval é o seu noivo. Além da ajuda financeira, é certeza que você vai agradar. Hoje em dia é super moderno e sexy homem comprando lingerie pra amada. Fiquei morrendo de inveja da esposa de um cara que estava comprando um espartilho preto e vermelho lindo. Já dei vários toques pro Henrique, mas acho que ele não entendeu. Espero que ele leia o post... hehehe
O que é importante ter: pijamas de frio (calça e blusa de mangas compridas), pijaminhas básicos para o calor (assim dá pra passar o domingo inteiro de pijama hmmmm...), baby dolls, camisolas longas, camisolas curtas, conjuntos sutiã e calcinhas “fio dental”, calcinhas básicas de algodão para o dia a dia, meias calças, meias soquetes de algodão, uma pantufinha confortável e um tamanco com saltinho baixo (porque Havaianas quebra qualquer produção sensual). Espartilhos não são obrigatórios, mas eles mexem com a imaginação masculina. Pode abusar das rendas, laços, fitas, brilhantes, estampas. Quanto à cor, o trio branco/ vermelho/ preto é indispensável, mas também pode apostar em pink, roxo, lilás, azul. Deixe o bege mais pro básico mesmo. Só não compre muitas camisolas do mesmo tamanho e da mesma cor, porque homem não sabe diferenciar muito essa curtinha preta com lacinho e daquela curtinha preta com pingentinho aberta nas costas.
Cena clássica do filme O diário de Bridget Jones
E não é porque você ganhou um bocado de lingeries novas que você precisa se livrar da boa e velha calçolona da Bridget Jones. Deixe-a bem guardadinha no fundo do guarda-roupa pra quando você estiver menstruada, ou dodói, ou quando a depilação não estiver em dia. Ou seja, quando você sabe que não vai rolar DE JEITO NENHUM hauhauhuahua.

Besitos




P.S.:  Desculpem-me mas não vai dar pra colocar as fotos das peças porque é uma surpresa pro meu futuro marido... Nem meu atual noivo viu.

P.S. 2: Também não vou montar o chá bar, porque nosso casório já vai ser de boteco, então a machaiada já vai ser bem agradada. Quero meu chá de panela com todas as fofurices e meiguices de mulherzinha que eu tenho direito. 

P.S.3: Obrigada pelos comments  do post anterior. Já estou bem melhor, sim! Morrendo de vontade de tomar um choppinho black bem gelado. Hmm... delícia!

P.S. 4: A proposta inesperada deu certo sim!!!!!!!!!! Status: SUPER FELIZ! Posto no futuro...

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Curtinhas de Junho/12

PESSOAS!

Neste post vou resumir o mês de Junho de 2012 pra não ficar uma lacuna na história do blog...

Juntos na saúde e, principalmente, na doença

Nossa, esse mês realmente nos pôs à prova quanto a esse juramento. Começou com o Henrique "chupando cana", teve uma baita de uma dor de garganta e precisou até tomar injeção. Aí, eu juntei o vírus dele, da minha mãe e do meu pai e fiquei péssima como havia dito pra vocês. Era tosse carregada, espirros, coriza, dor no corpo. Eu tossi tanto que quando eu respirava o peito doía. Nunca tinha ficado assim. Até fui no Pronto Atendimento (Destesto ir ao médico ¬ ¬, principalmente no Pronto Atendimento. Parece que eles receitam a mesma coisa pra todos os pacientes. Sarei da gripe, mas a tosse ficou seca e persistente. Tomei 3 vidros inteiros de xarope, anti-inflamatórios, analgésicos, anti-alérgicos, cházinho da mamãe, própolis. Daí o Henrique ficou se queixando de dor de ouvido e minha garganta fechou. Os médicos nos diziam que a culpa era da rinite. Até que minha mãe brigou: "Vocês tem que ficar quietos, cada um na sua casa, porque desse jeito um fica passando doença pro outro!!!" Dois finais de semana de molho ajudaram a resolver um pouco do problema, mas quando a gente casar não vai dar pra cada um se tratar na casa da mãe separadamente...

E eis que São Pedro nos surpreende mais uma vez

Junho não era pra ser frio e seco? Pra que tanta chuva? O problema é que, além da super preguiça que dá, a reforma da nossa "kitchenette" ficou estacionada! Meu pai passou a massa corrida num dia e choveu a semana seguinte inteira. =( Resultado: uma parte mofou e vai ter que refazer. No feriado de Corpus Christi, eu consegui fazer uma super emenda no meu trabalho. Fiquei 4ª, 5ª, 6ª, sábado e domingo. Tinha planos de lavar o piso da "kitch", lavar meu enxoval, correr atrás de muitos mimos pro casório, mas a chuva não deu trégua. Shit!

Montamos a nossa lista de presentes

Montamos a lista "física" na Pernambucanas e a virtual no Magazine Luiza. Pra nós, o interessante é ajudar a montar a casinha mesmo, mas existem muitas outras opções de onde deixar a lista e do que pedir. Pode ser como cotas de viagens, peças de decoração, livros, coisas referentes a hobbies de vocês, ou sites com presentes "virtuais" que se revertem em dinheiro. O importante é deixar claro que é APENAS UMA SUGESTÃO pros convidados e não impor que o presente tem que ser de uma determinada loja.
No nosso caso, foi gostoso imaginar cada coisa na nossa casinha, escolher cores, modelos, tamanhos, etc. Bem, o Henrique ficava muito mais empolgado com os eletroeletrônicos e eletrodomésticos de grande porte. Quando a gente passava pra parte de eletroportáteis, a atenção dele se dispersava totalmente (homens... ¬ ¬).
Resolvemos pedir tudo o que a gente precisava mesmo. Algumas coisas me deixaram com o pé meio atrás, achando caro demais. Mas depois, chegamos a conclusão que colocar na lista não vai arrancar pedaço. Ninguém é obrigado a dar nada. Acho melhor que pedir panela de faqueiro de prata e jogo de prato de porcelana.
No Magazine Luiza, é só acessar o site, procurar o link "Lista de Casamento" e fazer o cadastro. Tem um tutorial de como acrescentar/retirar produtos na lista,  divulgar para os convidados, mas é tudo muito simples e os convidados poderão acessar a lista e comprar os presentes pela Internet ou procurando as lojas físicas.
Já nas Lojas Pernambucanas, não tem lista virtual. Para acessá-la, você e seus convidados precisam ir até as lojas físicas. Lá os atendentes, vão te dar as instruções pra fazer o cadastro dos produtos com um palmtop que tem uma pistolinha de código de barras. Aí você fica solta pela loja, mirando os códigos e acrescentando itens na lista. É divertido.
Infelizmente, as Casas Bahia não fazem mais lista. Mas o bom é que o Magazine Luiza e as Lojas Pernambucanas aqui de Bauru são bem organizadas e ficam de esquina uma com a outra. Então, fica mais fácil de pechinchar.

Emendando cartela

AVISO: NÃO FAÇAM ISSO SEM PRESCRIÇÃO MÉDICA! Agora contando minha experiência: Há anos eu tomo anticoncepcional para regularizar a menstruação e diminuir as terríveis cólicas que sentia. Aí, fazendo as contas pro casório descobri que iria ficar menstruada bem na nossa lua-de-mel... Ponte que partiu, né!! Assim não dá pra ser feliz! Eu já tinha ouvido falar que tomar a pílula continuamente interrompe a menstruação. Perguntei pra minha ginecologista se eu poderia emendar as cartelas do Elani Ciclo e ela disse que poderia emendar 3, 4 cartelas sem problemas. Como eu estava com um cisto no ovário, ela mudou meu anticoncepcional pro Diane 35. E eu resolvi testar logo pra ver se eu teria alguma reação adversa. Li alguns relatos na internet e teve gente que engordou, que sentiu dores, que teve sagramento de escape. Comigo não aconteceu nada disso, e está sendo ótimo não passar por esse frio todo menstruada, mas se a minha TPM me deixava com os sentimentos a flor da pele, agora eu estou dando uns chiliques violentos!!! Até bati boca com o funcionário da oficina de motos por telefone quando eu estava no meu trabalho sem me importar com o volume de voz! Chorei, xinguei, ameacei, perguntei se ele estava me achando idiota e depois levei uma carcada da minha gerente pelo escândalo. Tudo culpa dos hormônios...

Não coloquem alarme se sua moto for de partida elétrica

Mas só pra vocês entenderem o motivo do drama. Em 2008, eu comprei uma Titan ESD (partida elétrica) 150 cc, numa autorizada aqui de Bauru que vamos chamar de N. Em N também coloquei o alarme na moto. No inverno de  2010, a moto começou a arriar a bateria, aí eu fui na autorizada S, troquei a bateria. Passado um ano certinho, inverno de 2011, a moto me deixando na mão de novo. Aí deram carga na minha bateria e não quiseram trocar a bateria, porque o problema não era a bateria, era porque estava muito frio, eu andava muito pouco na moto (andar 12 km por dia casa/trampo/casa não bastava) e eu dava partida errado (melhor ouvir que ser surda). Passado um mês, lá vou eu tendo que pedir ajuda pra homarada na rua pra dar tranco na moto de novo. Voltei na autorizada N. Descobriram que era uma falha na parte elétrica. Trocaram tudo, ficou os olhos da cara, troquei de bateria de novo. A 3ª bateria original da moto. E não é que agora em 2012, faltando pouco pra acabar a garantia, a moto dá problema. Procurei a N, p... de raiva, e tiveram a pachorra de me falar que a bateria estava boa, que o problema era porque eu usava muito o freio dianteiro e o alarme mesmo desligado na chave há anos (deixei desligado no código da chave desde que deu o problema da primeira vez) roubava carga da bateria. Não é de cair o c%$#&%$#ú da b%$¨¨$%nda?!?!?! Não aguentei, descasquei o carinha da N pelo telefone mesmo. É f¨%$¨%da! Esses mecânicos acham que eu sou idiota só porque eu sou mulher e ficam me passando pra trás. Eles acham que eu gosto de me sentir lesada, de pagar todos ano uma bateria nova pra moto e ficar correndo igual uma otária empurrando a moto pra conseguir dar tranco. O engraçado é que na hora de me vender a droga do alarme ninguém me avisa  "Olha, se você pôr o alarme, você vai precisar trocar sua bateria todo ano!" Fiquem tão destemperada, que tive que passar as negociações pro Henrique. Deixei que os homens que se entendessem. Resultado: Agora eu tenho uma moto com alarme totalmente inútil, desligado nos fios, e uma bateria com recarga. Vamos ver até quando vai durar...

Comprei alguns itens para a festa

Fui até o Atacadão do Ney (pra quem não conhece ainda, fica do lado do Makro, perto do Confiança Flex, da Ciretran) com o Henrique e fizemos uma farra. Lá tem um monte daquelas porcariazinhas que deixam a gente fascinado, sabem? Dá pra andar horas e horas lá dentro porque é enorme. E se você é medrosa como eu ou não tem tempo de andar pra São Paulo, lá é bom porque em compras acima de R$ 100,00 todos os produtos ficam com preço de atacado, independente da quantidade que você leva de cada um. Mas eu vou mostrar pra vocês só nos Relatos Pós.

Inauguração do novo escritório da Hindy

Awwww ficou uma fofurinha gente! Vão algumas fotinhas:




Não ficou parecendo uma casinha de bonecas?
Muita gente prestigiando
Surpresa pra Hindy com os Sparks. Ficam lindos, mas a gente não conseguiu tirar fotos de todos acesos, porque duram pouco. Então, pra usar na saída dos noivos tem que ser bem sincronizado entre os padrinhos e o fotógrafo.



Com o maridão
Hindy noiva: Onde tudo começou 

O novo escritório da Hindy Caló fica na Galeria Europa, Rua Luiz Bleriot nº 8-33. Lindinha, parabéns! Que esse novo passo na sua carreira te traga muitas felicidades!
Conheci por lá a noivinha Thaiz, e a gente ficou conversando um tempão, e ela disse que também recebeu boas recomendações do Buffet Vitória. Assim eu respiro mais aliviada.

Essas são algumas coisinhas que aprontamos em Junho. Também passamos várias emoções com o aniversário de mamys, a data certa do retorno da minha irmã (27/08), uma proposta de emprego que me deixou em dúvidas um bom tempo, o fim do meu curso de Inglês (I'm advanced level now, girls! Yeah!), a novela Padrinhos que ainda não acabou e uma proposta inesperada de ajuda que eu nem sei se vai rolar mais...

Mas agora, vou ver se consigo responder meus e-mails e dar uma passadinha nos blogs, antes de ir trabalhar... (fazer o quê? Como dizia Seu Madruga: "Nenhum trabalho é ruim. O ruim é ter que trabalhar." huahauhauha)

Besitos

sábado, 7 de julho de 2012

Marcamos o casamento civil!

OLÁ! (lá, lá, lá...)
TEM ALGUÉM AÍ? (í, í, í...)

Pobre blog, tão abandonado que está até fazendo eco... hehehehe
Pois é, o mês de junho foi a verdadeira Idade das Trevas pra mim. Acho que um apelido nunca caiu tão bem com uma pessoa. Quando o Sol não trabalha, a Sol também fica imprestável... Mas junho também teve muitas emoções, em breve conto as notícias curtinhas. Mas pra marcar mais um retorno meu, vamos a essa grande notícia:

 Saiu no Jornal Bom Dia de ontem. 
(Na publicação constava o nome de mais 3 casais mas eu recortei as partes mais interessantes)

DIA 26/09/2012 ÀS 10:40 EU E O HENRIQUE SEREMOS UM CASAL PERANTE A LEI! AEWWW \o/ \o/ \o/

Como faltam menos de 90 dias pra data escolhida (Jesus Christ! 3 meses!), resolvemos já deixar tudo pronto. Neste post AQUI, eu falei um pouquinho sobre os cartórios de Bauru. Já tínhamos separado a documentação e a taxa com muuuuita antecedência, levamos meu amigo/padrinho Lauro e o Thiago, amigo do Henrique, como testemunhas e no dia 05/07 demos entrada no cartório, no nosso horário de almoço. Como era um dia de semana e o cartório estava vazio, fomos atendidos logo, mas o processo de verificação de documentos leva uns 40 minutos.

Thiago, Henrique e eu no Cartório
 
Noivo tranquilo e noiva SUPER NERVOSA!

Gente, por incrível que pareça, de manhã, enquanto eu trabalhava, não é que eu comecei a sentir as tais das borboletas no estômago! huahauhauh Eu consegui a façanha de ficar nervosa com a entrega da documentação do casamento civil! uahuah Devorei 3 pacotinhos de pipoca doce vorazmente, comecei a pensar "Ai, será que o Henrique vai estar lá mesmo?", "Será que vão aceitar os nossos documentos?", esqueci a carteira com o dindin dentro do baú da moto e quando a recepcionista perguntou: "Quando é a data do casamento?" respondi sem pestanejar:
- 26 de NOVEMBRO de 2012.
A mocinha e o Henrique olharam com uma cara de "Tá louca, menina!" pra mim.
- NÃO, NÃO, NÃO!!! É 26 de SETEMBRO!
O Lauro só disse:
- Xiiiii, tá surtada...
huahauhauhauahuahau

- Ô loco, Sol! Tá querendo adiar a data do casamento, por que? Quer desistir?!?!? Agora já era, hein...
- Ai, Henrique, eu tô nervosa! Não é todo dia que a gente praticamente casa!
- Relaxa... É a primeira vez e vai ser a última... Se você tá nervosa aqui, imagina lá na igreja...
(Ah droga, ele tem razão =(  )

Lauro e a recepcionista ao fundo
Algumas particularidades burocráticas:

- Primeiro a recepcionista confere toda a documentação e depois outra funcionária do cartório confere tudo novamente. Nenhum documento pode ser plastificado, inclusive o RG ou CNH das testemunhas. E se no RG você estiver com carinha de criança, eles pedem outro documento. Nesta segunda conferência, a funcionária olhou bem feio pra minha Certidão de Nascimento, porque a minha era plastificada e eu tive que explicar que era o hábito dos cartórios de Manaus-AM em 1986 plastificar todos os documentos. Teve um momento de suspense. "Ai, só falta ela me mandar fazer uma nova certidão de nascimento..." Mas no final deu certo.

- Você precisa declarar, local e data de nascimento (e falecimento, se for o caso) dos seus pais. Ainda bem que eu tinha anotado, porque o Henrique não lembrou de jeito nenhum da data de nascimento dos pais dele.

- Além dos noivos, as testemunhas também precisam declarar endereço, estado civil, profissão. E elas também tem que ler alguns termos que impedem o casamento. Por isso da publicação das Proclamas de Casamento na mídia local. Se por acaso, alguém comprovar que o Henrique já é casado, ou que nós somos irmãos, ou que o Henrique é meu filho, neto, bisneto, ou que eu fui adotada pela esposa dele, ou então que ele matou meu falecido marido, nosso casamento pode ser cancelado. Graças a Deus, acho isso um pouco difícil de acontecer com a gente! rsrsr Mas tem cada caso cabuloso por aí, né? Não dá pra duvidar de nada...

- Noivos  que residem em distritos diferentes podem escolher qualquer um dos dois cartórios para o casamento civil. Mas depois é preciso abrir um Edital de Proclamas no outro cartório e a taxa é de aproximadamente R$ 60,00.

- É nesse momento que vocês optam pelo nome de vocês depois de casados e o regime de bens. Conversem bem antes, pra não ter discussão na frente do funcionário do cartório. Optamos pelo mesmo nome de solteiros e a Comunhão Parcial de Bens. Rápido, fácil e indolor.

- Bye bye Certidão de nascimento! Ela fica retida e vocês receberão a Certidão de Casamento no dia marcado, e esta que valerá pra sempre e sempre. Por isso, tire uma cópia antes, caso precise da Certidão de Nascimento na igreja ou em outra ocasião.

- As testemunhas não precisam ser os padrinhos do civil. Mas com 10 dias de antecedência você precisa informar o cartório o nome, nacionalidade, estado civil, idade, profissão, endereço, telefone e RG.

- A taxa sofreu um reajuste. Em 2012, está R$ 286,60 e deve ser paga no ato e em dinheiro vivo.

É isso aí, bebês... Menos uma coisa na check list! Fiquei nervosa no início, mas depois fiquei a tarde inteira com um sorrisinho de quem fez arte =D Tá chegando, tá chegando!

Besitos