sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Crisma

HELLO!!!!

Ai, já estava com saudades daqui! O bloguito já estava até cantando "Abandonado por você"... Desculpem o sumiço mas como disse no post anterior, estava cheia dos compromissos e pra compensar vou postar sobre cada um (a Crisma, o Bazar, o 2º Encontro de Noivas e a Reforma do nosso 'puxadinho', assim por ordem cronológica).

Na entrada com minha sogra/madrinha Conceição
No dia 11 de dezembro, na Paróquia de São José Trabalhador, recebi o sacramento da Crisma. Pra quem não conhece, (vou explicar rapidamente) a Igreja Católica celebra sete sacramentos:
Batismo: onde a pessoa é apresentada à vida cristã e à comunidade;
Eucaristia: onde o cristão, em memória de Cristo, relembra a Santa Ceia;
Crisma: é a confirmação do cristão, relembrando Pentecostes, o cristão é batizado pelo Espírito Santo;
Reconciliação: é a confissão dos pecados a um sacerdote, que aplica uma penitência, que se cumprida, propicia a reconciliação com Cristo;
Unção dos Enfermos: onde o sacerdote reza e unge os doentes para estimular a cura mediante a fé. Antigamente, era chamada de Extrema Unção, mas como esse sacramento pode ser dado a qualquer pessoa doente, e não só pr'aqueles que estão com o pé na cova, o novo nome ficou mais apropriado;
Ordem: que institui o sacerdócio;
Matrimônio: ministrado pelos noivos, onde se funda uma nova família cristã.

Geralmente, os crismandos tem 15 anos, então eu fiquei meio envergonhada, de procurar a turma para preparação da Crisma dos adultos.
- Puxa vida, eu, cavala véia, fazendo Crisma...
- Solange Nágela, eu disse pra você fazer quando você tinha 15, mas não você era teimosa, não queria nem saber de Igreja...
- Bom, mãe, tudo acontece no momento certo que é pra acontecer. Se esse é o sacramento da maturidade cristã, aos 15 anos eu não estava preparada, eu não sabia nem quem era direito, como que eu poderia me afirmar como cristã católica?!?!

Aí, quando eu dizia que estava fazendo o curso pra Crisma, a primeira pergunta era "Ah... porque cê vai casar, neh?" Não, não, não é por isso não. Aconteceram muitas coisas na minha vida, e eu percebi que realmente o pessoal lá de cima gosta de mim pra caramba, e, de uns tempos pra cá, depois que amadureci um pouco mais, acabei desenvolvendo com Deus uma relação de amizade muito bonita. Ele é meu melhor amigo. Quando estou angustiada, eu vou prum canto isolado e desabafo tudo na minha consciência, choro, peço sabedoria pra discernir entre o bem e o mal e me sinto muito melhor depois. Às vezes, quando tenho dúvidas e estou desesperada, eu recebo conselhos, que vem assim, em sonhos ou de repente as coisas ficam muito claras na minha cabeça. É uma sensação maravilhosa mesmo.
Confesso que eu detestava ir na missa, achava muito chato, não entendia nada do que aquele Padre falava e porque tinha aquele senta-levanta-ajoelha. Só depois descobri que a culpa era minha, porque eu era muito estúpida pra entender que cada gesto tinha um significado belíssimo. Então, achei que me preparar pra receber o sacramento da Crisma seria uma maneira de me reconciliar com Ele.

"Ah mas precisa fazer Crisma pra casar na Igreja Católica sim!"
Na minha visão, não precisa e precisa.
Não precisa porque cada sacramento tem um significado importante e distinto, não são apenas fases da vida do católico, tipo "pra ter isso, eu preciso ter aquilo, preciso ter um pré-requisito", o único pré-requisito é o Batismo, onde você é apresentado à comunidade católica. O casamento na Igreja católica é ministrado pelos próprios noivos, o Padre só está lá pra celebrar. São os noivos é que vão fazer os juramentos e afirmar pra toda a comunidade que querem formar uma nova família, com maturidade e respeito. Quando marcamos nosso casamento, a secretária da Igreja pediu apenas a Certidão de Batismo (e nem perguntou nada se tínhamos feito a 1ª Eucaristia ou a Crisma), até li em outros sites que se um dos dois for batizado na Igreja católica, pode-se pedir um autorização do bispo pra liberar o outro que não foi batizado ou foi batizado em outra Igreja. Pelo que entendi, a nova postura da Igreja católica é primeiramente acolher a todos, depois ensinar os valores, crenças e obrigações do cristão católico.
E precisa porque se você quer afirmar a uma comunidade "católica", diante de um sacerdote católico e num templo católico que está pronto pra se unir e celebrar o Amor com um pessoa, parece meio incoerente não querer se afirmar como cristão católico pra exercer as obrigações com Deus e com a comunidade... Então, eu acho legal abrir um tempo na agenda e fazer o curso preparatório para a Crisma, é muito bom, um aprendizado para a vida, antes ou depois do casamento...

Bom, essa é minha visão, o que penso e acredito. Sintam-se a vontade para discordar. Agora algumas fotinhas da celebração, mais especial ainda porque minha sogra aceitou ser minha madrinha de Crisma, sendo agora mais do que uma "parenta" =D Depois a gente foi fazer um churraquinho em casa (1ª vez que meus sogros e meu cunhado e cunhada foram em casa, deu um trabalhão na véspera pra fazer faxina e preparar todos os comes)





Todos os crismados com o Bispo D. Caetano e o Padre Milton




Eu e os meus catequistas Angelo e Leslie




Meus sogros José e Conceição e meus pops Cesar e Claudete





E o noivo fotógrafo sempre presente :D É incrível como o Henrique é a cara do pai dele. O bom é que já dá pra saber como ele vai ficar quando envelhecer neh ;P hehehe
Besitos

P.S.: Prometer mais frequência aqui e nos blogs de você já está virando promessa de político... :(
P.S. 2: Mas não percam os próximos posts para fechar o ano. Prometo que estarão bem interessantes!
P.S.3: Também vou fazer reformas no blog pro ano que vem! Me aguardem!

Um comentário:

Ana Gabriela disse...

Poxa... eu queria estar ai tambem... mais pela companhia de todos voces e do churrasquinho, hehehehehehehe

Brincadeira, me deu uma saudade do Padre Milton!!! Acho que quando eu voltar vou virar amiguinha de missa da mamilinda!!!!

Beijao, Sol!