sexta-feira, 11 de novembro de 2011

With a BIG help from my friends - Uma proposta inesperada

PESSOAS!

Há quase um ano postei AQUI sobre os nossos planos de moradia: enquanto a estabilidade profissional e uma boa entrada pro apê não vinham, a gente alugava um cantinho mais barato e ia juntando mais dindin, talvez em cinco anos já teríamos um bom montante. Já estava divulgando nossa decisão pra todos, quando um belo dia, mamys me solta uma que eu quase engasguei:
- Ah, sabe, eu estava conversando com o Cesar (meu pops) e... por que vocês não vem morar aqui na edícula, Sol? Seu tio ficou morando aqui por tanto tempo, aí vocês já economizavam o dinheiro do aluguel...
- O QUUUUUUUUÊÊÊÊÊÊÊ?!?!??!?!?!?!?!?!??!?!?!?!??! O POPS CONCORDOU COM ISSO?!?!?!?
- É, ele falou que se o Henrique quiser morar aqui nas férias dele, ele vai, forrar, pintar, azulejar...

¬ ¬ Hmmmm...

Pessoas, o meu espanto se explica no fato que durante toda a minha vida eu escutei:
- 18 anos e RUA!!! Eu quero ficar sozinho e aproveitar com a sua mãe! Vocês que se virem por aí...
Eu acho que a saudade da minha irmã, que está fazendo intercâmbio nos EUA, deixou meu pops sentimental demais...

- E aí Henrique, o que você acha?
- Ah Sol, vai ser bom, muito bom. Se eu precisar viajar, vou ficar mais tranquilo em saber que você está perto da sua mãe. É claro que a gente vai ajudar com a reforma, principalmente porque vai valorizar a casa de vocês, mas não pagar o aluguel ajuda muito. Mas eu quero saber se você não vai ficar incomodada se sua mãe se intrometer no seu jeito de dona de casa...
É a gente não ia dar certo de "A Grande Família" mesmo...
- Acho que dá pra sobreviver bem uns três anos... no máximo rsrsrsr, depois a gente vai ter que ter nosso apê, senão vai virar falta de vergonha na cara (e vai virar A Grande Família), mas agora no início vai ser punk driblar as contas, então não é hora pra ser orgulhoso, toda ajuda é muito bem vinda!

E foi assim que "ganhamos" um teto provisório até as coisas se ajeitarem. E por isso nos demos o luxo mais do que necessário de comprar o Goldofredo. Eu agradeço a Deus pela generosidade dos meus pais e pelo apoio que eles sempre me deram. Não precisar me preocupar com aluguel, condomínio, mudança, e muita mobília neste momento é um presentão!!!!!
É claro que todo casal sonha em ter um cantinho seu. Casar também significa querer independência dos pais. Mas eu não posso bancar "a independente" com um montão de dívidas para pagar, preciso ficar com os pés no chão.
A edícula fica no fundo do quintal da minha casa. Tem um quarto, um banheiro e uma cozinha.
As obras já começaram. Pops, tio Charles e o José Augusto (meu tio também) estão empenhados. Já fizeram uma boa limpeza nas tralhas que estavam lá dentro, terminaram o forro e refizeram a calçada de cimento. Por enquanto vou postar as fotos de como a edícula era, depois eu faço o Antes e o Depois.
Vamos conhecer meu "puxadinho"?




Besitos

P.S.: Desculpem o sumiço mas meu trampo tá punk (do tipo que encoxa a mãe no tanque). Fui trabalhar num evento terça e quarta das 18h às 23h e já tinha trabalho o dia inteiro! Cheguei em casa e capotei...

3 comentários:

Rubya Christina disse...

Ah, que lindoo Sool.. Nossa eu adoro vir aqui no seu blog sabia ?? me identifico muitíssimo com você rs, não fica muito tempo ausente não rs.. Parabéns pela casinha, nessa altura do campeonato com tantas coisas pra pagar, toda ajuda é bem vinda né ??

Beijãi!

Fran Huesa disse...

Ah Sol...que lindo dos seus pais isso...eu tbm estou morando na casa da minha sogra com o meu noivo até ajuntar-mos um Dindin, o apto está ´ronto, mas teremos q alugar até ter um bom dinheiro...senão não vai...

bjos e boa sorte nessa nova empreitada...

http://respireecase.blogspot.com/

Ana Gabriela disse...

Pois sim Solzinha, duas coisas que nao se rejeitam: ajuda e dinheiro... de certa forma voces estarao recebendo os dois, hahahahahahahah!

Mas pelo visto isso ta pior que as obras da copa!!

Quero ver o depois logo!!


Beijao Solzinha

muitas saudades!