sexta-feira, 29 de abril de 2011

E quando começarem a imitar William e Kate...

VOSSAS ALTEZAS! (Pra entrar no clima, pq, pra mim, meus leitores são todos da realeza)

Confesso que hoje eu tava a fim de postar sobre o evento que fui ontem aqui em Bauru (e que foi muito legal por sinal) mas contudo porém ontem meu amigo Fabrício já me perguntou: "E aí, vai postar sobre o casamento do príncipe no seu blog?!?!" (precisavam ver a cara de expectativa dele...)
E assim meio que pressionada, já que esse é o assunto do dia vou comentar as razões pelas quais estava com o pé atrás de comentar sobre o tão aguardado, badalado, esperado casamento real do Príncipe William e Kate Midlleton:

1ª - Esse enorme assédio da mídia me deixa deprê
Putz, ouvir a seguinte manchete "O casamento de conto de fadas do príncipe e da plebéia" e saber que ao mesmo tempo milhões de meninas pelo mundo inteiro estão sonhando em fazer um casamento como esse me deixa muito deprê. Um Globo Repórter só sobre isso! (tá certo que as matérias sobre vida selvagem e vida mais saudável já deram neh!) Ai, porque o bolo é isso, ai porque ela vai usar três vestidos, ai porque os vestidos são daquela estilista chique, porque tudo é muito chique e MUITO caro blá, blá, blá. E ainda batem na tecla que a agora duquesa de Cambridge era plebéia! Tenha dó!
Plebéia sou eu que toda vez que pego um orçamento pro casório tenho um siricotico estilo Celinha do Toma Lá Dá Cá! Ah vá, a menina tem dinheiro também, ou vão me dizer que o príncipe conheceu ela quando estava tomando seu chopp com croquete? Ou na baladinha de forró? E que ele levou ela pra sair pela primeira vez na caminhote Saveiro do pai dele? (Nada contra, viu meu príncipe duartinês =D )

E com gancho na 1ª razão, a 2ª e mais importante razão que dá título a este post:

2ª - E quando começarem a imitar Willian e Kate?
Eu fiquei matutando sobre isso quando lembrei que o estilo principesco da Lady Di foi imitado pelas brasileiras por anos e anos, com aquelas mangas bufantes, saiões de bolo de noiva, e aqueles buquês de cascata gigantescos =/
E fiquei um pouco mais tranquila porque achei o casamento de hoje muito elegante, seguindo a idéia de que menos é mais e eu concordo completamente, tudo muito lindo. Porém entretanto todavia tem brasileira que não tem noção das coisas... Convenhamos, o número de tiarinhas de strass vai crescer muito... "É pra ficar igual o da princesa..."
O vestido de mangas compridas de renda estava maravilhoso e até acho que favorece as gordinhas, também gostei do cabelo solto e o véu ficou bem suave. Mas, noivinhas brasileiras: só imitem aquelas que vão casar no Sul ou no inverno! Já pensou esse look no nordeste (ou aqui em Bauru mesmo) em pleno dezembrão? Aff, não há maquiagem que segure e arrisca aparecer umas pizzas de suor debaixo do braço...
Noivos: por favor, não se metam a imitar o príncipe! Aquilo era uma farda legítima da Força Aérea Real britânica, imitações aqui no Brasil vão fazer vocês ficarem parecendo um soldadinho de chumbo... bem, se a noiva for bailarina dá pra apresentar o Quebra Nozes kkkkkk
E cuidado em colocar sua madrinha de branco! Tem sempre aquela tia/sogra/cunhada/ex-do noivo/ prima/solteirona que vai chegar na sua madrinha e dizer: "Mas sabe que eu achei você estava mais linda que a noiva?!?!?! Podia ter pego o buquê e casado ali mesmo..." Grrrrr... (Vocês acham que é mentira? hehe Não é não...) No meu casório o branco vai ser meu, meu, meu e só meu! E se alguém se meter a vestir branco eu tinjo o vestido da sirigaita de vinho rapidinho!
Ah tem mais uma coisa! Como surgiram as Daianas/Dayanes pra homenagear a Lady Di, com certeza de hoje em diante pobres crianças serão batizadas: Kate, Katy, Keity, Keith, Queity, Queite, Catherine, Khetherine... William, Wilian, Wyllyã, Uyllyã, Uiliã... hauhuahau é fogo! (Mini Flash-Back: Quando eu trabalhei numa escola como secretária tinha umas coisas assim, mas o top top com catupiry foi uma menininha chamada Yasmin Brunet da Silva, coitadinha! se bem que Solange Nágela não é o nome mais perfeito do mundo, nossa onde minha mãe estava com a cabeça huahua)

Bem é isso, acho que vou ser alvo de muitas críticas, mas sinceramente é como me sinto, mas não vou ser hípócrita, cedinho eu acordo todos os dias, mas hoje me arrumei na frente da TV e quase perdi a hora no trampo, só pra assistir o casório... E até acho que vou copiar a decoração e o buquê simples da Kate, mas no meu caso é por falta de dinheiro mesmo!
Penso assim: Façam seu casamento único pra vocês, não fiquem imitando tendências... Bom pra quem sonha em ter um casamento de princesa ainda e está morrendo de invejinha da possível futura Rainha Consorte Kate, o Harry ainda está disponível! kkkkkkk

Besitos no coração e na alma

P.S.: Domingo eu vou tentar postar o que eu realmente queria. Amanhã a Condessa de Bezerávia (um condado nordéstico muito distante, reinado pela família Bezerra) aqui vai visitar seu Príncipe Duartinês Henrique de Brokenfoot...

P.S. 2: Faltam 17 meses pro casório!

P.S. 3: Postei no União do Saber sobre o concurso da Prefeitura de Bauru-SP para professor nas diversas áreas. Se alguém tiver interesse...

4 comentários:

Fabrício Silva disse...

Você foi contraditória, mas saiba de uma coisa, "contradição é equilíbrio" quem disse isso não fui eu, mas não vou dizer de quem é a frase rs...
Como no seu casamento eu já vou estar namorando e já vou ter enriquecido...bem...esquece o enriquecido rs... Eu vou lembrar minha princesa de consultar esse texto! Para ela não ir de branco rsrs...
Acho que é só isso rs...

Emanu disse...

Ah eu concordo com vc, se alguem ir de branco no meu casamento eu mancho o vestido da sirigaita de vinho rsss


bjinhuss otimo domingo!

Bruna e Elcio disse...

Eu amei seu post!
Foi genial, a parte dos nomes foi a melhor.
Sexta eu nem postei, tinha tanta gente falando desse casamento, que eu nem aguentava mais ouvir o nome dos noivos. Está certo que estava tudo lindo e que princípes não se casam todos os dias, mas o assédio foi d+
E ela realmente nem é tão plebéia assim, o pai dela tem $$, não tanto quanto a realeza, mas... E eles são primos de 12º grau, então é tudo em família.
Bjus =*

Elisa Maia disse...

Ah, eu também pleiteio a exclusividade do branco para as noivas! Na Inglaterra pode ser normal, mas na minha cabeça não é não! Vou deixar uma pessoa a postos com uma garrafa de Campari na entrada pra derramar acidentalmente em cima de qualquer uma que aparecer de branco além de mim! É bobeira? É, mas todo mundo deve se permitir ter sua bobeirinha.
E, concordo com você: nada mais brega do que imitar o casamento dos outros, ainda mais se for da realeza. Autenticidade já!